sábado, setembro 04, 2004

Atenção! Eles andam por aí...

Bom este texto não é da minha autoria, mas até tenho pena de não ter sido capaz de fazer algo de semelhante.

Recebi-o hoje através de e-mail e vou divulgá-lo de imediato. É que a estupidez deve ter limites e é preciso combater esses doidos que têm a mania que conhecem todos os carros da Brigada de Trânsito e as localizações dos radares que vigiam as nossas estradas e, porque se julgam mais inteligentes que todos os outros, estão sempre a divulgá-los pela net, até ao dia em que um tresloucado com uma taxa de alcoolémia superior a 4, a conduzir na auto-estrada em contra-mão a mais de 230 Km/h e munido da dita lista de matrículas, chocar com ele de frente.

Então cá vai:

Caros amigos, ( Isto é confidencial...)

Estes dados foram-me fornecidos pelo primo de um amigo meu, cujo pai trabalha com a irmã da cunhada mais nova de um agente, que mora ao lado de um coronel reformado. A filha deste pensionista namora com o filho mais velho do sapateiro que engraxa as botas dos militares.

A Brigada de Trânsito acabou de adquirir 34 novas viaturas de Intercepção e controlo. São meia-dúzia de Fiat 127... a debitar cerca de 185 cv, costumam andar na A1 entre Condeixa e a recta de Pegões. Atenção! Estes carros são conduzidos por mulheres austríacas, vestidas à vianense e levam a bordo 3 crianças. Para detectar os infractores estão equipadas com um radar rotativo no tejadilho. Como disfarce levam um autocolante da Milupa onde se pode ler "Bebé a bordo" Fazem também parte da frota 24 Talbot Samba 1.1 (com 215 cv!) que circulam em fila indiana pelo IP5. Estes carros são conduzidos por antigos maquinistas da CP. A sirene está escondida por baixo de um mocho de plástico no tejadilho. Na Nacional 125, desde o final do mês passado, circulam dois Renault 12 beges, com condutores octogenários vestidos à sevilhana. Estes carros levam montada uma câmara de estúdio no tejadilho e sempre que alguém ultrapassa os limites o condutor dá indicações ao operador de câmara para começar a filmar. Em simultâneo é feita uma ligação via telemóvel para o segundo carro que prontamente acompanha o transgressor.

Assim que estiverem lado a lado, o condutor do segundo carro liga de volta para o carro com a câmara dando-lhe a leitura exacta da velocidade. Convém salientar que debaixo do capô deste Renault 12 estão mais de 245 cv... a centralina destas máquinas foi reprogramada em Luanda! As restantes duas viaturas são Toyota Dyna 2.5D, de caixa aberta, e usam como disfarce 1500 kg de sacos de cimento.

Na cabina vão três lutadores de sumo, dois dos quais comandam um sofisticado radar. A câmara é comandada pelo condutor que também está encarregue de todas as comunicações com a central. Estas Toyotas estão preparadas com um kit TTE e já foram vistas na serra da Estrela, a subir de Sabugueiro para a Torre, atrás de um 2CV a 196 km/h.

PS: Um vizinho do meu primo teve que vender o Punto GT para pagar a multa... Eles não perdoam!

Anónimo


2 Comments:

Blogger Maria Papoila said...

Eheheh, está com montes de piada, ficou a faltar realmente a lista das matriculas. Passando para a realidade, as pessoas passam a vida a tentar fugir às regras e às leis, sem pensar nos perigos reais que isso lhes pode trazer. Quando por vezes mudam a sua forma de pensar já é tarde, o pior já aconteceu. Bom fim de semana ( http://panquecas.blogs.sapo.pt)

9/04/2004 12:54 da tarde  
Blogger martelo said...

então, e essas carroças não têm aquelas antenas antigas que se dobravam desde o capot até ao porta bagagens e tambem aquela asa na traseira para essas potentes máquinas não levantarem voo?
dantes era assim com musica bem alta sempre a tocar aquelas musicas do Toi

9/05/2004 10:51 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

|